Indústria mineira busca regularização ambiental

Iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Estado em parceria com a FIEMG percorre todas as regiões de Minas Gerais. Foco é a regularização ambiental

BELO HORIZONTE – O Sistema FIEMG trabalha em prol do desenvolvimento sustentável de Minas Gerais. Em parceria com o Governo do Estado, de 7 de março a 4 de maio, empresários de todas as regiões mineiras terão acesso a informações sobre a importância da regularização ambiental de seus empreendimentos, por meio do programa de Fiscalização Ambiental Preventiva na Indústria (FAPI). A ação, fruto da junção de forças entre a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Federação, tem como foco reduzir os riscos ambientais e ampliar a competitividade do setor industrial.

Lançado durante reunião do Conselho de Representantes da Federação em novembro de 2016, o programa tem como público-alvo empresas que exercem atividades potencialmente poluidoras ou que utilizam recursos naturais do estado de Minas Gerais. O projeto vem sendo realizado em doze regiões organizadas segundo a regionalização do Sistema FIEMG. O trabalho leva em conta a especificidade de cada localidade e dos setores industriais envolvidos.

O FAPI tem três etapas definidas. A primeira é a orientação às empresas com workshops técnicos e empresariais organizados pela FIEMG, entre março e maio; seguida pela fase de fiscalização executada pela Semad, que ocorre após 90 dias de cada fase de orientação e vai de maio a agosto, encerrando-se com o monitoramento dos resultados anteriores, entre setembro e dezembro de 2017.

Montes Claros, em 7/03, foi a primeira cidade do estado a receber o workshop do programa. Além dela, Diamantina, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Governador Valadares, Ipatinga, Ituiutaba, Uberlândia, Uberaba, Divinópolis, Belo Horizonte, Patos de Minas e Sete Lagoas serão os outros 12 municípios a receber as ações preventivas do Governo do Estado e FIEMG.

Segundo o presidente do Sistema FIEMG, Olavo Machado Junior, a Federação trabalha para estimular o setor empresarial a realizar todos os processos ambientais de forma correta, evitando multas e transtornos futuros. Para ele, o Sistema Estadual de Meio Ambiente (Sisema) não pode ser encarado como um entrave que inviabiliza o desenvolvimento do estado. O presidente considera a fiscalização preventiva como forma de orientar o setor empresarial. “Por isso, a orientação direcionada aos empresários será realizada pelo programa Minas Sustentável,” acrescenta.

O líder empresarial mineiro reforça a importância do programa Minas Sustentável, que desde 2011, apoia, incentiva e orienta empresários a adotarem processos mais sustentáveis e eficientes. Criado pelo Sistema FIEMG há seis anos, a iniciativa já atendeu mais de 5.600 empresas em 299 municípios do estado. No total, foram concedidas 407 licenças ambientais por meio da parceria com o programa. Além disso, outras 1.281 empresas foram orientadas para a ecoeficiência e quase 3.000 trabalhadores e empresários capacitados.

“Propostas como a do FAPI e do Minas Sustentável promovem a participação empresarial proativa junto à sociedade e as instituições públicas, aperfeiçoando o sistema de representação empresarial com vistas à participação ativa no desenvolvimento e modernização das normas, regulamentos, padrões ambientais e da gestão socialmente responsável,” pontua Machado Junior

EM MARÇO/2017 =

 

Região Norte : Montes Claros, DIA 7;

 

Vale do Jequitinhonha : Diamantina, dia 8;;

 

Zona da Mata, Juiz de Fora, dia 14;

 

Região Sul: Pouso Alegre, dia 15;

 

Rio Doce: Governador Valadares, dia 28

 

Vale do Aço: Ipatinga, dia 29.

 

EM ABRIL/2017 =

 

Sede: Sete Lagoas, dia 6

 

Vale do Paranaíba: Uberlândia. Dia 11

 

Pontal do Triângulo: Ituiutaba: dia 12;

 

Centro Oeste: Divinópolis, dia 18

 

Sede, Belo Horizonte, dia 20

 

Vale do Aço Itabira, dia 27

 

EM MAIO/2017 =

 

Alto Paranaíba: Patos de Minas, dia 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentários encerrados.