Espetáculo Nós! (em off) volta para curta temporada na Casa de Cultura Mário Quintana

Uma companhia teatral prestes a estrear um espetáculo. Um diretor nada paciente. Atores e equipe técnica interagindo e interrompendo a continuidade do trabalho. É com esse roteiro que a Nós – Cia. de Teatro volta aos palcos no espetáculo Nós! (em off). Em curta temporada, dias 15, 16 e 17 de dezembro, às 20h, no Teatro Carlos Carvalho, da Casa de Cultura Mario Quintana ( Porto Alegre-RGS),  o grupo mostra uma equipe de teatro tentando sobreviver ao caos e à loucura da montagem de um espetáculo. Livremente inspirada na obra de Michael Frayn, a peça quer entreter o público, mas também envolvê-lo numa reflexão sobre a criação artística e as relações com a indústria cultural, com pitadas de autocrítica.

Continuar lendo

Trio Bravana, o sertanejo explosivo do Brasil para o mundo

Hoje acontece o show em Santo Antônio das Posses (MG)

Conhecidos pelo som “explosivo” e letras marcantes, Allan, Bruno e Thiago, preparam mais uma surpresa para os fãs e seguidores do Trio Bravana. Em novembro acontecerá o lançamento de mais uma música contagiante, para compor o repertório dos três amigos.

Pais do hit de sucesso “Mãe, tô na balada”, como também “É só o ouro”, com participação de João Neto e Frederico, “3 amigos”, “Quem tá apaixonado aí” e a recente criação “Joaquim e Mariana”, os meninos de Americana (SP) prometem agitar as baladas de todo o Brasil e conquistar ainda mais os admiradores com a nova canção, que só será divulgada na segunda quinzena do próximo mês.

Continuar lendo

Buscando Formas de se Comunicar

A importância da comunicação no mundo corporativo

por *Ana Elisa Moreira Ferreira

A dificuldade de falar em público é uma realidade presente na vida de muitas pessoas, são comuns os casos de quem não consegue se expressar, apresentar um trabalho ou uma palestra, se posicionar em uma reunião de trabalho, independentemente do número de ouvintes. E se engana quem pensa que apenas “pessoas normais” podem passar por essa situação; muitas personalidades, como o produtor e diretor de cinema, Steven Spielberg; o fundador da Microsoft, Bill Gates e o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, por exemplo, já sofreram com problemas ao ter que discursar para outras pessoas.

Continuar lendo

Indústria mineira busca regularização ambiental

Iniciativa da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Estado em parceria com a FIEMG percorre todas as regiões de Minas Gerais. Foco é a regularização ambiental

BELO HORIZONTE – O Sistema FIEMG trabalha em prol do desenvolvimento sustentável de Minas Gerais. Em parceria com o Governo do Estado, de 7 de março a 4 de maio, empresários de todas as regiões mineiras terão acesso a informações sobre a importância da regularização ambiental de seus empreendimentos, por meio do programa de Fiscalização Ambiental Preventiva na Indústria (FAPI). A ação, fruto da junção de forças entre a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) e a Federação, tem como foco reduzir os riscos ambientais e ampliar a competitividade do setor industrial.

Lançado durante reunião do Conselho de Representantes da Federação em novembro de 2016, o programa tem como público-alvo empresas que exercem atividades potencialmente poluidoras ou que utilizam recursos naturais do estado de Minas Gerais. O projeto vem sendo realizado em doze regiões organizadas segundo a regionalização do Sistema FIEMG. O trabalho leva em conta a especificidade de cada localidade e dos setores industriais envolvidos.

O FAPI tem três etapas definidas. A primeira é a orientação às empresas com workshops técnicos e empresariais organizados pela FIEMG, entre março e maio; seguida pela fase de fiscalização executada pela Semad, que ocorre após 90 dias de cada fase de orientação e vai de maio a agosto, encerrando-se com o monitoramento dos resultados anteriores, entre setembro e dezembro de 2017.

Montes Claros, em 7/03, foi a primeira cidade do estado a receber o workshop do programa. Além dela, Diamantina, Juiz de Fora, Pouso Alegre, Governador Valadares, Ipatinga, Ituiutaba, Uberlândia, Uberaba, Divinópolis, Belo Horizonte, Patos de Minas e Sete Lagoas serão os outros 12 municípios a receber as ações preventivas do Governo do Estado e FIEMG.

Segundo o presidente do Sistema FIEMG, Olavo Machado Junior, a Federação trabalha para estimular o setor empresarial a realizar todos os processos ambientais de forma correta, evitando multas e transtornos futuros. Para ele, o Sistema Estadual de Meio Ambiente (Sisema) não pode ser encarado como um entrave que inviabiliza o desenvolvimento do estado. O presidente considera a fiscalização preventiva como forma de orientar o setor empresarial. “Por isso, a orientação direcionada aos empresários será realizada pelo programa Minas Sustentável,” acrescenta.

O líder empresarial mineiro reforça a importância do programa Minas Sustentável, que desde 2011, apoia, incentiva e orienta empresários a adotarem processos mais sustentáveis e eficientes. Criado pelo Sistema FIEMG há seis anos, a iniciativa já atendeu mais de 5.600 empresas em 299 municípios do estado. No total, foram concedidas 407 licenças ambientais por meio da parceria com o programa. Além disso, outras 1.281 empresas foram orientadas para a ecoeficiência e quase 3.000 trabalhadores e empresários capacitados.

“Propostas como a do FAPI e do Minas Sustentável promovem a participação empresarial proativa junto à sociedade e as instituições públicas, aperfeiçoando o sistema de representação empresarial com vistas à participação ativa no desenvolvimento e modernização das normas, regulamentos, padrões ambientais e da gestão socialmente responsável,” pontua Machado Junior

EM MARÇO/2017 =

 

Região Norte : Montes Claros, DIA 7;

 

Vale do Jequitinhonha : Diamantina, dia 8;;

 

Zona da Mata, Juiz de Fora, dia 14;

 

Região Sul: Pouso Alegre, dia 15;

 

Rio Doce: Governador Valadares, dia 28

 

Vale do Aço: Ipatinga, dia 29.

 

EM ABRIL/2017 =

 

Sede: Sete Lagoas, dia 6

 

Vale do Paranaíba: Uberlândia. Dia 11

 

Pontal do Triângulo: Ituiutaba: dia 12;

 

Centro Oeste: Divinópolis, dia 18

 

Sede, Belo Horizonte, dia 20

 

Vale do Aço Itabira, dia 27

 

EM MAIO/2017 =

 

Alto Paranaíba: Patos de Minas, dia 4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Decreto garante respeito ao nome social em MG

O diário oficial Minas Gerais do último sábado divulgou decreto do governador Fernando Pimentel garantindo que, em todos os segmentos da administração pública estadual, travestis e transexuais poderão utilizar o nome social e terão reconhecida a sua identidade de gênero. O nome social refere-se à forma como a pessoa travesti ou transexual se identifica e é socialmente reconhecida. E, de acordo com o coordenador Especial de Políticas de Diversidade Sexual da Sedpac, Douglas Miranda, o reconhecimento do nome social vai, justamente, contribuir e fazer com que essas pessoas tenham mais cidadania. Mais acontecimentos em Minas Gerais na ColunaMinasGerais

Reprovação escolar deve ser assumida pela família e não somente pelo aluno

Para especialista em psicopedagogia, a autonomia plena dos estudantes sobre seu desempenho se dá apenas depois dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental…

A reprovação de alunos na faixa dos 10 ou 11 anos, período em que se cursa até a 6ª série do Ensino Fundamental, não é só responsabilidade deles. É o que garante Raquel Liane, psicopedagoga e diretora da Escola Cristã Reverendo Olavo Nunes (de Porto Alegre/RS), ao apontar a participação coletiva do núcleo familiar sobre o processo que levou à repetência.

     ”Somente a partir dos 12 anos os estudantes começam a ter maior autonomia pelo todo apresentado em seu desempenho escolar. O que acompanha a própria responsabilidade que, naquele momento da vida, eles também começam a ter com as suas coisas e o seu quarto”, exemplifica a diretora.

    Somado a isso estão diversas possibilidades que, ao longo do ano, a imensa maioria das escolas oferece aos alunos para recuperar notas e melhorar o desempenho final. ”Nestas circunstâncias e por todos estes fatores, é errado achar que o aluno reprovado é o único responsável. É importante avaliar se ele teve todo o apoio necessário para a aprendizagem, principalmente junto à família”, frisa a psicopedagoga.

   Atenção às avaliações bi ou trimestrais, realização das tarefas pedidas, comparecimento às reuniões de pais e mestres, acompanhamento assíduo dos cadernos e livros do estudante, a troca do convívio em família e, finalmente, a participação conjunta na vida do filho que também é aluno. De acordo com ela, são esses os passos básicos − às vezes, nem tão simples assim para muitos pais – para evitar uma reprovação, em geral anunciada, ao término de mais um ano letivo. Fora as sempre requisitadas, em último caso, recuperação e dependência para o ano seguinte.

     ”O professor visa o real aprendizado do estudante. A máxima de que não é professor quem reprova o aluno tem procedência, pois cada vez mais as escolas garantem múltiplas formas de avaliação e acompanhamento para que o aluno atinja o objetivo principal, a aprovação”, ela destaca em relação às inúmeras situações que presencia.

      Existem pais que pedem para os filhos ficarem retidos em uma série mesmo se a escola os avalia como aptos a prosseguirem. Pelo simples fato do julgamento pessoal deles achar que o aluno pode e deve render mais. Já quando a reprovação é inevitável em função do baixo aproveitamento do estudante, a diretora aponta que a saída mais comum é culpabilizar a escola e, na sequência, trocar de colégio.

Energisa está preparada para situações de emergência em caso de desastres naturais

Energisa está preparada para situações de emergência em caso de desastres naturais

Energisa está preparada para situações de emergência em caso de desastres naturais

Energisa está preparada para situações de emergência em caso de desastres naturais  Minas Gerais, 04 de novembro de 2016 : O período de chuvas está chegando. Ciente dos riscos e perigos que as fortes chuvas, acompanhadas de raios e ventos, podem causar nessa época do ano, a Energisa atualizou o ‘Plano de Contingência para Situações de Emergência e/ou Calamidade’. Para colocar em prática o plano, treinar a equipe e avaliar o desempenho de todas as áreas envolvidas, o Departamento de Operação da Energisa realizou de forma inesperada e emergencial, nesta quinta e sexta-feira, dias 03 e 04 de novembro, simulações em campo e com o Centro de Operações para atendimento a situações reais de emergência. Nos simulados foram considerados preparação, organização, tempo de atendimento, acionamento e chegada das equipes, garantindo o restabelecimento de energia o mais rápido possível com segurança e eficiência.  ( FOTOS : RICARDO BARROCA )

Continua em JR MINAS